google analytics 4
Como ter sucesso em sua migração para o Google Analytics 4?

Em 1º de julho de 2023, as propriedades padrão do Universal Analytics (UA) deixarão de processar novos hits. Todos os sites devem fazer a migração para o Google Analytics 4 de forma bem planejada, para que possam se adequar aos novos recursos da plataforma e ter histórico para comparar dados. A migração do Universal Analytics para o Google Analytics 4 é uma oportunidade para as empresas revisarem as metas e a configuração de dados atuais. Para facilitar esse processo, aqui estão 10 recomendações a serem lembradas para uma transição tranquila e eficiente.

Infelizmente, mudar de UA para GA4 não é tão simples. Por quê? Porque muitos dos elementos mudaram. Por exemplo, no UA, os usuários são rastreados por meio de sessões e o GA4 é baseado em usuários. E os principais relatórios que você analisará a partir de agora se concentrarão em eventos, não em visualizações de página.

Há muitas mudanças positivas quando se trata de mudar de UA para GA4. Ele apresenta uma grande oportunidade para as empresas reavaliarem sua estratégia de dados atual e identificarem quais dados precisam para rastrear suas metas de negócios.

Para ajudá-lo no processo de migração e garantir que você não perca nada do seu plano, compilamos uma lista de 10 recomendações para uma transição bem-sucedida. Elas são baseadas nas migrações que já fizemos e nos aprendizados que obtivemos. Com nossa abordagem em fases e suporte adicional, as equipes passaram a gostar de trabalhar com o GA4 e se tornaram mais orientadas por dados para otimização de resultados.

1. Crie um Plano de Medição de Resultados

Um plano de medição de resultados é um documento que descreve:

  • Os objetivos de negócios do seu site,
  • Quais táticas você usará para alcançá-los,
  • E quais KPIs ajudarão você a medir o seu sucesso.

É crucial partir dos objetivos de negócio para identificar exatamente quais interações com os clientes você deve acompanhar e como deve ajudar na otimização.

Mesmo que você já tenha um plano de medição para UA, sugerimos que este seja o momento perfeito para reavaliá-lo. Como os dados são coletados de forma diferente, não deve funcionar exatamente da mesma forma.

É necessário fazer perguntas como:

• A maneira como você está medindo suas metas é a melhor?

• Os KPIs que você está medindo ainda são os certos?

• As interações que você está medindo ainda são necessárias.

2. Tenha uma abordagem em fases

Esteja ciente de que toda a implementação pode levar tempo. Dependendo da complexidade envolvida, do tamanho de um site e da quantidade de rastreamento necessária, pode levar de 2 a 4 meses. Se a empresa não precisar de muita otimização e quiser simplesmente mudar para o GA4, o processo levará menos tempo.

Mas isso não significa que você não pode começar a ver os benefícios da transição desde o início.

Não importa quanto tempo demore, recomendamos usar uma abordagem em fases ao fazer a migração. Isso garante que você atenda aos requisitos de negócios mais importantes antecipadamente e construa a partir deles.

Aqui está um exemplo de como você pode querer estruturar cada fase:

Fase 1: No início, você precisará implementar o básico. Crie uma nova propriedade, configure a medição aprimorada e crie um rastreamento básico. Isso permite que você comece a coletar dados desde o início.

Fase 2: Decida quais são seus KPIs mais importantes. Configure as métricas de comércio eletrônico o mais rápido possível se seu site ou aplicativo tiver um elemento de comércio eletrônico. Se você tiver um site SaaS ou de geração de leads, escolha seus eventos de conversão e configure.

Fase 3: Adicione interações adicionais, microconversões, configure públicos e outras configurações mais avançadas.

Fase 4: Revise tudo, verifique com a UA e organize o treinamento para sua equipe.

3. Repense a estrutura dos seus Eventos

Os eventos desempenham um papel crucial tanto no UA como no GA4. Mas a maneira como como medir mudou drasticamente. Os eventos do UA tinham uma estrutura hierárquica composta por categoria – ação – rótulo. No GA4, os eventos são diferenciados por seus nomes e podem ter vários parâmetros atribuídos a eles. Na migração, você precisará traduzir a estrutura antiga para garantir que seus relatórios futuros sejam significativos.

 Idealmente, a nova estrutura deve ser escrita em seu planejamento e documentação do plano de medição de resultados para ajudar na implementação e na análise futura.

4. Personalize o layout do Google Analytics 4

Quando se trata da interface do usuário, o GA4 e o UA são notavelmente diferentes. Portanto, se você está acostumado a navegar na interface do usuário do UA, o GA4 pode parecer confuso para começar.

Felizmente, o GA4 é feito para flexibilidade e personalização. Mas isso significa que o layout padrão pode não ser o mais eficaz para muitas empresas.

Se você estiver migrando para o GA4, certifique-se de que sua implementação inclua a personalização do layout do GA4 para facilitar a navegação para você e sua equipe. Se isso for bem feito, pode motivar sua equipe a fazer mais análises e explorar as oportunidades por conta própria.

Idealmente, sua personalização deve complementar seu plano de medição e facilitar a identificação de seus KPIs e micro conversões. É ótimo incluir também algumas explorações, como visualização de funil para monitorar as principais jornadas dos visitantes do seu site.

Além disso, você deve considerar seriamente exportar seus dados e armazená-los fora do GA4 por meio do BigQuery. Veja mais sobre isso abaixo neste post.

5. Ajuste a retenção de dados

Na UA, seus dados foram mantidos indefinidamente. Isso significa que você pode facilmente fazer uma análise ano a ano e acompanhar as tendências de desempenho ao longo de vários anos diretamente na plataforma. As únicas limitações eram os limites de amostragem que muitas vezes exigiam que você juntasse os dados manualmente. Mas pelo menos os dados estavam lá para trabalhar…

No GA4, seus dados são armazenados por apenas 2 meses por padrão. Esta é uma limitação considerável – mas há coisas que você pode fazer para reter seus dados por mais tempo.

Em primeiro lugar, você pode ajustar a configuração para 14 meses, pois esse é o máximo disponível no GA4. É uma das primeiras coisas que fazemos ao configurar novas contas do GA4. Essa ação rápida permitirá que você compare seu desempenho com o mesmo período do ano passado. A outra maneira é usar o BigQuery.

6. Exporte dados para o BigQuery e crie painéis no Data Studio ou no Power BI

Existe uma maneira de mitigar o armazenamento por no máximo 14 meses no GA4. Uma grande atualização do UA para o GA4 é que o Google facilita a exportação de seus dados para o BigQuery. Se você não tem certeza do que é o BigQuery – é um data warehouse que pode ser seu espaço central para armazenar todos os seus dados de lugares como Google Analytics, seu CRM e suas plataformas de mídia – para que você possa conectar tudo isso e criar uma visão 360° de seus clientes, sem limite máximo de armazenamento.

O BigQuery oferece uma versão gratuita que é suficiente para a maioria das contas de análise. Além disso, você paga conforme o uso, o que também é bastante barato.

Então, o que você faz quando seus dados estão dentro do BigQuery?

Para ajudar suas equipes a tomarem decisões com base em dados, visualize seus dados do BigQuery usando o Data Studio, Power BI ou outra plataforma. Recomendamos construir uma série de painéis onde você pode acompanhar seus KPIs e tendências de longo prazo. Os dashboards podem ser tão básicos ou detalhados quanto você quiser e você pode criar recursos extras ao longo do tempo.

7. Configure insights de análise

Insights de análise é um novo recurso do GA4 que usa aprendizado de máquina para detectar padrões em seus dados e ajudar você a tomar decisões. Se detectar anomalias indesejadas, você poderá configurá-lo para alertá-lo quando surgirem problemas.

Embora os insights não demorem muito tempo e esforço para serem configurados, eles podem fornecer muito valor, ajudando você a identificar problemas rapidamente.

8. Aproveite ao máximo os novos recursos do GA4

Com o GA4, é possível criar audiências baseadas em comportamentos, para usar em sua estratégia de mídia. Dessa forma, pode ser feito um acionamento inteligente de target que tem mais propensão a compra, entre outros públicos.

Através do Analysis Hub, é possível também explorar seus dados em profundidade, com consultas personalizadas, filtros e segmentações flexíveis para entender melhor tudo que precisar.

A plataforma tem recursos personalizados que permitem ter uma visão única dos usuários onde eles estiverem, com informações integradas entre sites e apps. Se você quiser saber mais, pode baixar nosso guia sobre os recursos do GA4.

9. Compare com o Universal Analytics

Como o rastreamento mudou fundamentalmente entre UA e GA4, você pode esperar diferenças nas métricas. Algumas métricas podem não ter equivalentes ou simplesmente são medidas de forma diferente.

Planeje um tempo do projeto para monitorar ambas as configurações lado a lado e anote as diferenças para que você possa comunicar as alterações aos outros interessados ​​com confiança. Certifique-se de que sua equipe tenha um processo para rastrear seus KPIs usando o GA4 após a migração.

10. Configure um plano de manutenção

O GA4 ainda é relativamente novo e provavelmente continuará a mudar. Também é provável que você atualize seu site. Isso pode ocorrer em resposta a mudanças nos objetivos de negócios ou à otimização contínua.

Com todas as possíveis alterações envolvidas, você precisa garantir que seus dados continuem a ser precisos, relevantes e bem organizados. Recomendamos fazer revisões regulares dos dados e recursos necessários para otimização. O ideal é ter um cronograma mensal, trimestral e anual – o que dependerá das prioridades do seu negócio e da frequência de otimizações.

Próximas etapas para migrar para o GA4

Falta pouco para o Google encerrar o Universal Analytics. É importante que você inicie a migração com antecedência suficiente para dar à sua equipe tempo suficiente para aprender os fundamentos da nova plataforma e permitir um período em que você possa comparar como os dados são coletados entre as duas plataformas. Se quiser saber mais sobre como se preparar para a mudança para o GA4, aqui está a solução.

A migração para o GA4 é um processo que requer planejamento e recursos adequados. É uma ótima oportunidade para que a equipe se torne mais produtiva e orientada por dados ao mesmo tempo. Você pode melhorar sua estratégia de otimização e fazer melhorias para atingir suas metas.

Se a migração do GA4 for algo para o qual você precisa de ajuda, agende uma reunião estratégica e podemos discutir suas dúvidas com mais detalhes. Na Avantare, nossa equipe está pronta para ajudá-lo a criar uma abordagem em fases que preparará sua equipe para o sucesso a longo prazo.

Esse post foi publicado em setembro de 2022

Tag: , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*
*

Conteúdos Relacionados

4 Problemas do GA4 e Por Que Eles Podem ser Bons

Críticos argumentam que o Google Analytics 4 deixa a desejar em muitos aspectos. E se essas falhas percebidas na verdade contribuírem para sua melhoria? Desde o lançamento inicial do Google Analytics 4 no final de 2020, os usuários têm criticado a solução. A lista de reclamações é longa – desde a mudança do rastreamento de...

Leia mais

Google Analytics 4 X Universal Analytics: Conheça as Principais Diferenças

Google Analytics 4 X Universal Analytics: Conheça as Principais Diferenças O Universal Analytics (UA) está se aproximando do seu último ano de existência antes de ser descontinuado em julho de 2023, abrindo caminho para o Google Analytics 4 (GA4). Apesar de o GA4 ser a opção padrão para novas propriedades do Google Analytics desde 14...

Leia mais

A Avantare é parceira oficial da Google em Analytics há mais de 10 anos, com todas as certificações para gerar resultados. Somos uma empresa certificada desde 2012 em todos os produtos Google Marketing Platform.

Precisa de ajuda ou quer saber mais? Entre em contato conosco e siga nossas redes sociais.

contato@avantare.com.br
+55 (21) 4141-3315
+55 (21) 4141-3312

Olá! Preencha os campos abaixo
para iniciar a conversa no WhatsApp

Sair da versão mobile